Bonito, Mato Grosso do Sul - 22 de Fevereiro de 2020
Meio Ambiente

PMA e Imasul prendem campo-grandense por pesca durante a piracema em Rochedo

Em uma sacola foram encontrados diversos exemplares de peixes das espécies jurupoca, jurumpensem, piau e mandi.

Ketlen da Silva
Em 16 de Janeiro de 2020 às 09h49
Divulgação. (PMA)

A Polícia Militar Ambiental de Campo Grande e fiscais do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) realizavam fiscalização preventiva à pesca predatória no município de Rochedo e prenderam um jovem de 24 anos por pesca predatória. Depois de trabalhos no rio Aquidauana, as equipes deslocavam-se para o rio Jatobá, pela rodovia vicinal conhecida como “Sete Placas” e abordaram uma motocicleta que saía da margem do rio.

Em uma sacola foram encontrados diversos exemplares de peixes das espécies jurupoca, jurumpensem, piau e mandi, que o infrator tinha acabado de capturar em pesca predatória durante o período proibido no rio Jatobá. Além da captura no período de defeso, havia exemplares de peixes abaixo da medida permitida pela legislação.

O pescado, totalizando 6 kg e o veículo foram apreendidos. O infrator, residente em Campo Grande, recebeu voz de prisão e foi encaminhado, juntamente com material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Rochedo, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória e saiu depois de pagar fiança de R$ 1.000,00. Se condenado pelo crime, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 820,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.