Bonito, Mato Grosso do Sul - 12 de Agosto de 2020
Meio Ambiente

PMA de Bataguassu e Polícia Civil de Santa Rita do Pardo prendem caçadores por abate de anta e catetos

Os infratores também estavam em posse de uma espingarda e foram multados em R$26 mil reais pela caça ilegal.

Ketlen da Silva
Em 09 de Janeiro de 2020 às 14h42
Divulgação. (PM)

A Polícia Militar Ambiental de Bataguassu recebeu denúncia de caça ilegal de um animal que estava sendo monitorado, em uma fazenda localizada a 25 km da cidade de Santa Rita do Pardo. Uma equipe foi nesta quarta-feira (08) à tarde ao município e montou uma operação conjunta com a Polícia Civil no intuito de prender os caçadores.

Os policiais militares e civis chegaram à fazenda e localizaram um dos suspeitos, que abateu uma anta ( Tapirus terrestris ), o qual consta na lista de espécies em extinção. O infrator de 40 anos indicou mais quatro caçadores que ajudaram na caçada e abate do animal e informou ter usado uma espingarda de sua propriedade e o veículo pertencente à fazenda. A Polícia Militar e Civil apreenderam uma espingarda calibre .20 com uma munição, sem documentação.

Os outros caçadores, todos residentes na fazenda, foram identificados e estavam em posse da carne do animal abatido. A cabeça da anta foi encontrada nas proximidades do pátio da fazenda. Com um dos infratores, de 56 anos, também foi encontrada carne de dois catetos, que ele confessou ter abatido dias atrás. Toda a carne foi apreendida.

Os infratores receberam voz de prisão e levados à delegacia de Polícia Civil de Santa Rita do Pardo, onde foram autuados por crime ambiental de caça ilegal. A pena prevista é de seis meses a um ano e meio de detenção, devido à anta estar na lista de espécies ameaçadas de extinção.

O caçador que havia abatido os catetos responderá por caça. A pena é de seis meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 6.000,00. Os demais foram autuados em R$ 5.000,00 cada um. O proprietário da espingarda também responderá por crime de posse ilegal de arma. A pena é de um a três anos de detenção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.