Bonito, Mato Grosso do Sul - 19 de Maio de 2022
Meio Ambiente

Pescador profissional é preso pescando em piracema com petrechos proibidos em Bonito

Multado em R$ 2.020, ele teve um exemplar de Piraputanga, pesando 1 kg, uma vara com molinete e 11 anzóis de galho apreendidos.

Ketlen da Silva
Em 26 de Janeiro de 2022 às 13h38
(Divulgação)

A Polícia Militar Ambiental de Bonito, que trabalha na operação Piracema, realizava fiscalização no rio Miranda e, em uma região de ranchos pesqueiros, prendeu um pescador profissional por pesca predatória. O infrator pescava no período proibido e ainda armava anzóis de galho (petrechos proibidos), quando foi surpreendido em flagrante nesta terça-feira (25) à noite pela PMA.

Com o pescador, foram encontrados 11 anzóis de galho, cinco deles que ele já havia armado no rio. O homem iniciava a pescaria e havia capturado apenas um exemplar de peixe Piraputanga, pesando 1 kg. Por ser pescador profissional, ele poderia utilizar, em período fora da piracema, até oito anzóis de galho, porém deveriam estar identificados com seu registro, o que não era o caso. Ou seja, mesmo que não fosse piracema, estaria cometendo crime de pesca predatória. O pescado, uma vara com molinete e os anzóis de galho foram apreendidos.

O infrator (61), residente em Bonito, recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil na cidade, onde ele foi autuado em flagrante e responderá por crime ambiental de pesca predatória. A pena para o crime é de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.020,00. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.