Bonito, Mato Grosso do Sul - 21 de Setembro de 2020
Meio Ambiente

Pescador é autuado por pesca acima da medida permitida no Rio Miranda

O homem foi multado em R$ 1.216,00 pela pesca de dois exemplares de peixes, totalizando 26 kg, e um veículo motocicleta Honda com uma carreta lateral também foi apreendido.

Ketlen da Silva
Em 31 de Agosto de 2020 às 15h01
(Divulgação)

Um pescador foi detido na madrugada de hoje (30) quando retornava de uma pescaria ilegal no rio Miranda, no município de Guia Lopes da Laguna, na estrada do assentamento Palmeira.

A Polícia Militar Ambiental de Aquidauana abordou o pescador em um veículo motocicleta Honda com uma carreta lateral e encontraram dois exemplares de peixes, sendo um da espécie Pintado medindo 138 centímetros e outro da espécie Armal medindo 64 centímetros, totalizando 26 kg.

O homem afirmou que voltava de uma pescaria no rio Miranda onde havia capturado os dois exemplares de peixes. Como só poderia capturar um exemplar de peixe nativo e mais cinco exemplares de piranha, foi caracterizado o crime. Além disso, o tamanho máximo de captura do peixe da espécie pintado é de 125 centímetros e o exemplar deveria ter sido solto.

Os peixes, dois molinetes com varas e o veículo foram apreendidos. O infrator (31), residente em Guia Lopes da Laguna, foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil da cidade, juntamente com o material apreendido, onde ele foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.216,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.