Bonito, Mato Grosso do Sul - 1 de Julho de 2022
Meio Ambiente

Peixes piau são registrados acasalando em atrativo de Jardim

O flagrante no mês de maio chamou a atenção por ser fora da época usual para a reprodução.

Carla Layane
Em 09 de Junho de 2022 às 16h34
(Grupo Rio da Prata)

Um casal de piau-três-pintas ( Leporinus friderici ) foi flagrado no momento do acasalamento no rio Olho D’Água, localizado no Recanto Ecológico Rio da Prata em Jardim, passeio de ecoturismo conhecido internacionalmente por suas águas cristalinas e ações ambientais.

O período reprodutivo da espécie ocorre entre os meses de novembro a janeiro. É um peixe de Piracema, faz longas viagens para reproduzir em época de cheia em meio a densa vegetação. O flagrante no mês de maio chamou a atenção por ser fora da época usual para a reprodução.

Para José Sabino, biólogo que atua desde 2004 junto ao Recanto Ecológico Rio da Prata para a realização de monitoramento integrado nas águas dos rios do local, esses eventos de reprodução reforçam a importância do Olho d’Água para a reprodução de peixes migradores da planície para o planalto.

Uma das hipóteses para que isso aconteça pode ser a temperatura da água do rio. “Esses eventos isolados no Olho d’Água se dá muito provavelmente por causa da temperatura da água. Peixes de piracema usam como gatilhos ambientais o aumento do fluxo de água (associada às chuvas) para subir os rios. Como fator ambiental complementar, a temperatura da água (mais quente no verão) completa esses sinais ambientais. Essa temperatura mais elevada pode ser um fator marcante no Olho d’Água, com uns 3 ou 4 graus acima da temperatura média do rio Prata”, acredita José Sabino.

De acordo com o biólogo, a temperatura mais elevada pode “confundir” a fisiologia reprodutiva dos peixes e “eventualmente eles desovam“, conclui.

Outro ponto observado é que a manutenção dos rios livres de barragens é fundamental para que os peixes possam migrar e fazer seu processo reprodutivo. “Com o processo migratório da piracema, fica evidente que as populações se conectem e mantenham sua variabilidade genética. Sem a conexão, há risco para que os processos naturais se completem”, finaliza Sabino.

O vídeo é de autoria do fotógrafo Vinicius de Oliveira. Confira!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.