Bonito, Mato Grosso do Sul - 14 de Maio de 2021
Meio Ambiente

Pecuarista é multado em R$ 9,8 mil por armazenamento e uso de madeira ilegal em Bonito

Os policiais encontraram e apreenderam 37 pranchas serradas recentemente e 33 toras que estavam armazenadas e sendo utilizados em um mangueiro na fazenda.

Ketlen da Silva
Em 15 de Abril de 2021 às 14h21
(Divulgação)

Um pecuarista (38), residente em Bonito, foi autuado administrativamente e multado em R$ 9.800,00 por exploração ilegal de madeira e porte de motosserras ilegais quando uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Bonito realizou fiscalização em sua fazenda nesta quarta-feira (14). Ele foi autuado por armazenamento e uso de produto florestal sem autorização ambiental.

Os policiais encontraram e apreenderam 37 pranchas serradas recentemente e 33 toras (mourões) que estavam armazenadas e sendo utilizados em um mangueiro na fazenda.

O produto florestal estava sendo utilizado sem autorização ambiental (DOF – Documento de Origem Florestal) e, consequentemente, sem origem. O DOF é o documento ambiental para o transporte e armazenamento e uso de qualquer produto florestal, o que se caracteriza como crime ambiental.

A PMA não conseguiu identificar de onde foi explorada a madeira e o acusado somente afirmou ter adquirido, não informando de onde. Além da multa administrativa, o pecuarista também responderá por crime ambiental. Se condenado poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Duas motosserras que foram encontradas no local foram apreendidas, por não possuírem licença de porte e uso (LPU).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.