Bonito, Mato Grosso do Sul - 1 de Julho de 2022
Meio Ambiente

IHP capacita comunidade da Serra do Amolar para coleta de sementes e produção de mudas nativas

A produção de mudas ocorrerá no viveiro doado pela atriz Thaila Ayala e serão usadas para recuperar 30 hectares de áreas atingidas pelos incêndios de 2020 na Serra do Amolar, que teve cerca de 97% de sua área queimada.

Com informações de assessoria
Em 18 de Maio de 2022 às 13h32
(Divulgação)

A equipe do Instituto Homem Pantaneiro, junto com a equipe da Restaura – Consultoria Ambiental, realizou uma capacitação com os funcionários que residem na RPPN Acurizal, na Serra do Amolar para identificação de espécies de plantas e coleta de sementes.

Durante a capacitação, as biólogas Letícia Koutchin Reis e Maria Luciana Zequim, da Restaura, ensinaram nossa equipe como identificar espécies importantes da região, qual o período elas produzem frutos e sementes, como deve ser realizada a coleta de sementes e como elas devem ser armazenadas até o plantio.

Nos próximos meses estão previstas capacitações com a comunidade, que deve auxiliar na produção de mudas.

A produção de mudas ocorrerá no viveiro doado pela atriz Thaila Ayala e serão usadas para recuperar 30 hectares de áreas atingidas pelos incêndios de 2020 na Serra do Amolar, que teve cerca de 97% de sua área queimada.

“É muito gratificante ver o verde de volta no Pantanal. E ver o viveiro que construímos sendo usado para contribuir neste processo é mais gratificante ainda. A responsabilidade de cuidar do Pantanal é de cada um de nós e pequenas ações podem ter resultados fantásticos”, afirma a atriz.

As ações de capacitação da comunidade e recuperação das áreas fazem parte do projeto “Mitigação dos efeitos dos incêndios de 2020 e prevenção contra novos incêndios na Serra do Amolar, Pantanal”, aprovado no âmbito do Projeto Estratégias de Conservação, Restauração e Manejo para a biodiversidade da Caatinga, Pampa e Pantanal (GEF Terrestre) através da Chamada de Projetos 01/2021 do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade – FUNBIO.

A bióloga e coordenadora técnica do IHP, Angélica Guerra, explica que este projeto é o primeiro a desenvolver ações de recuperação da vegetação nativa na Serra do Amolar. Além de ser o primeiro a envolver a comunidade na coleta de sementes e produção de mudas. Para recuperação dessas áreas, é fundamental que haja produção de mudas local, com coleta de sementes de espécies da própria região.

Doação de mudas

O IHP recebeu, no mês passado, a doação de 3 mil mudas de aroeira para serem usadas no projeto. A doação foi feita pelo proprietário da Fazenda Princesinha, Orlando Moreira Jacques, de Bonito-MS.

As mudas seguiram de Bonito para Corumbá, onde ficaram por uma semana na sede do Moinho Cultural, sendo cuidadas pelos participantes, antes de serem enviadas de barco para a Serra do Amolar, a cerca de 181 km de Corumbá.

A previsão é que essas mudas fiquem no viveiro até o mês de outubro, quando se inicia o período chuvoso e terá início o plantio para recuperação das áreas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.