Bonito, Mato Grosso do Sul - 4 de Dezembro de 2020
Meio Ambiente

Homem é multado em R$ 5 mil por construção de ponte em área de preservação de MS

Totalizando 1.280 metros quadrados degradados, a ponte de madeira sobre o córrego Rio Branco, em Nova Alvorada do Sul, mede 8 metros de largura por 160 metros de comprimento.

Ketlen da Silva
Em 21 de Outubro de 2020 às 14h10
(Divulgação)

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Dourados recebeu denúncia de que o proprietário de uma fazenda, localizada próxima ao Distrito da PANA, no município de Nova Alvorada do Sul, teria construído uma ponte ilegalmente ocorrendo degradação de um córrego e suas áreas protegidas.

Uma equipe realizou fiscalização ontem (20) à tarde no local e confirmou a denúncia.  Foi verificada a construção de uma ponte de madeira sobre o córrego Rio Branco, com a alocação de terra para o aterro da obra, medindo 8 metros de largura por 160 metros de comprimento na Área de Preservação Permanente (APP) do córrego, degradando as matas ciliares.

Toda a área protegida afetada para a construção da ponte que ligava uma estrada da fazenda foi medida com GPS e totalizou 1.280 metros quadrados. O administrador da fazenda assumiu a responsabilidade pela obra e informou que não havia licença ambiental. As atividades foram interditadas.

O gerente (29), residente em Nova Alvorada do Sul, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental, cuja pena é de um a três anos de detenção. O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.