Bonito, Mato Grosso do Sul - 8 de Março de 2021
Meio Ambiente

Fazendeira é multada por exploração da madeira e incêndio em área protegida de mata ciliar do rio da Prata, em Bonito

A infratora foi multada em R$ 6 mil e responderá por crime ambiental de degradação de área protegida de preservação permanente, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Ketlen da Silva
Em 11 de Fevereiro de 2021 às 13h29
(Divulgação)

A Polícia Militar Ambiental de Bonito autuou nesta quinta-feira (11) uma proprietária rural, de 27 anos, por derrubada de árvore em área protegida para exploração da madeira e por incêndio em vegetação arbustiva.

Durante fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município, ao chegarem na fazenda da infratora, a 42 km da cidade, à margem da rodovia MS-382, os policiais localizaram inicialmente o corte de uma árvore de grande porte da espécie Bálsamo para a exploração da madeira.

A extração da árvore sem autorização ambiental foi realizada para a exploração da madeira e ainda dentro da área protegida por lei de matas ciliares do rio da Prata. Cerca de 19 pranchões resultantes do desdobramento da árvore derrubada foram apreendidos. Ainda em área próxima dali na fazenda, a proprietária realizou uma limpeza de vegetação com a licença ambiental emitida pelo órgão ambiental, porém, colocou fogo em 7.000 m² de vegetação arbustiva na área onde foi efetuada a limpeza sem autorização ambiental. O incêndio ocorreu há alguns dias antes da vistoria.

A infratora, residente em Jardim, responderá por crime ambiental de degradação de área protegida de preservação permanente, com pena prevista de um a três anos de detenção. Ela também foi autuada administrativamente e multada em R$ 6.000,00 pela exploração ilegal da madeira na área protegida e pelo incêndio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.