Bonito, Mato Grosso do Sul - 8 de Março de 2021
Meio Ambiente

Chuva ajuda a controlar incêndios no Pantanal, mas equipes continuam alertas

Após as chuvas, restam poucos focos e restritos à divisa de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso, que devem ser controlados nas próximas horas.

Ketlen da Silva
Em 21 de Agosto de 2020 às 16h04
(Divulgação)

As chuvas dos últimos dias ajudaram no controle dos incêndios no Pantanal. Entretanto, como as previsões são de elevação da temperatura e nova estiagem, as equipes de bombeiros e brigadistas continuarão mobilizadas, observou o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, durante apresentação do balanço da Operação Pantanal, na manhã desta sexta-feira (21), no auditório da Governadoria.

Dos 54 focos registrados no dia 14 de julho, quando a situação era considerada gravíssima, restavam 13 focos no dia 20 após intenso trabalho de combate ao fogo pelas equipes de bombeiros, brigadistas e militares, com apoio de aeronaves. Após as chuvas, restam poucos focos e restritos à divisa de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso, que devem ser controlados nas próximas horas, segundo afirmou o comandante Guida.

O fogo causou muito estrago, queimou uma área correspondente a 12% da vegetação pantaneira (1.291 hectares), sendo 704 hectares no Pantanal sul-mato-grossense e 583 hectares do Pantanal mato-grossense. O coronel Moreira destacou, entretanto, que com o trabalho das equipes foi possível preservar mais de 92% da área pantaneira. “Estamos atentos para que esses pontos não venham a recrudescer”, frisou o comandante Guida.

Por sua vez, o secretário Jaime Verruck disse que o governo acionou as estruturas de combate a incêndios das usinas de cana-de-açúcar e florestas plantadas para ajudar em focos notificados nos últimos dias nas regiões Sul e Sudeste. Não deve chover nas próximas semanas e as temperaturas voltam a subir a partir da quarta-feira, acompanhada de queda da umidade do ar, disse a coordenadora do CEMTEC/MS Franciane Rodrigues, portanto a situação volta a ser propícia à propagação de incêndios.

Verruck salientou que toda e qualquer queimada está proibida, portanto pediu que as pessoas ajudem no controle do fogo denunciando infratores. “Importante é não começar o fogo, porque depois que começa, é difícil controlar”. Segundo o secretário, o governador Reinaldo Azambuja está em tratativa com autoridades bolivianas para uma ação conjunta na fronteira entre os dois países e toda estrutura continuará mobilizada até que se normalize a situação. Os meses de setembro e outubro costumam ser tão ou até mais quentes e secos que agosto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.