Bonito, Mato Grosso do Sul - 15 de Abril de 2021
Meio Ambiente

Brasileiras são premiadas pela IUCN por seus trabalhos pela conservação

O prêmio, batizado de Fred M. Packard, é dado anualmente pela União Internacional pela Conservação da Natureza em reconhecimento às carreiras dedicadas à conservação da natureza em todo o mundo.

Com informações de O Eco e ABCdoABC
Em 29 de Março de 2021 às 14h19
(Arquivo Pessoal)

Em março, a União Internacional pela Conservação da Natureza (IUCN) e a Comissão Mundial de Áreas Protegidas (WCPA) premiaram nove profissionais de diferentes países por seus esforços e trabalho excepcionais na proteção do meio ambiente. Na lista estão duas brasileiras: Silvana Campello, presidente do Instituto Araguaia de Proteção Ambiental, que atua desde 1996 na região conhecida como Cantão, no encontro entre Amazônia e Cerrado; e Denise Rambaldi, cujo trabalho na bacia hidrográfica do rio São João ajudou a criar a Área de Proteção Ambiental do Mico-Leão-Dourado, no estado do Rio de Janeiro.

O prêmio, batizado de Fred M. Packard (uma homenagem a um dos antigos secretários da WCPA), é dado anualmente pela IUCN em reconhecimento às carreiras dedicadas à conservação da natureza em todo o mundo.

“Trabalhar com proteção da natureza no Brasil sempre foi uma tarefa árdua, e agora mais do que nunca. O Instituto Araguaia trava uma guerra contra o tempo para manter intacto o que resta de nossas áreas naturais, especialmente no Cerrado. Aqui no Cantão, um importante ecótono entre Amazônia e Cerrado, estamos lutamos diariamente contra inimigos poderosos, que são a ignorância, a ganância e a soberba. Em meio a essa guerra que parece longe de acabar, temos de celebrar nossas vitórias. Por isso, mais do que nunca, os prêmios que recebi são importantes. Prêmios são gestos e palavras de incentivo que nos fazem seguir lutando essas batalhas difíceis, acreditando que, ao final, sairemos todos vencedores”, conta Silvana. A bióloga também recebeu o Frankfurt Award, da Bruno Schubert Foundation.

A engenheira florestal Denise Rambaldi tem sólida carreira em instituições com foco na conservação da natureza. Com 34 anos de experiência em unidades de conservação, ela trabalhou 22 anos na Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD), localizada na Reserva Biológica Poço das Antas, nos municípios de Silva Jardim e Casimiro de Abreu (RJ). Pioneira no Brasil, a reserva criada em 1974 é área central da distribuição do mico-leão-dourado, espécie ameaçada que se transformou em um símbolo do movimento ambientalista brasileiro.

“É uma honra ser distinguida pela IUCN, especialmente em tempos tão desafiadores. Manter a biodiversidade é, talvez, um dos maiores desafios da atualidade, e as Unidades de Conservação e outras áreas protegidas são nossos principais instrumentos para a sua proteção. Iniciativas como o Prêmio Fred Packard lançam luz sobre a importância do ambiente natural equilibrado para a humanidade e sua prosperidade e inspiram as novas gerações de ambientalistas brasileiros”, afirma Denise.

Além de Denise e Silvana, também foram premiados pela IUCN os ambientalistas Dan Laffoley (Reino Unido), Dave MacKinnon (Canadá), Jim Barnes (França), Pedro Rosabal (Cuba/Suíça), Penelope Figgis (Austrália), Romeo Trono (Filipinas) e Sarat Badu Gidda (Índia). Devido à pandemia, a cerimônia foi realizada online.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.