Bonito, Mato Grosso do Sul - 22 de Janeiro de 2020
Meio Ambiente

Biomas brasileiros tiveram aumento em focos de incêndio em 2019, aponta Inpe

Os focos de incêndios no Pantanal foi de 10.025 em 2019, seis vezes maior do que no período anterior.

Com informações de Conexão Planeta - Ketlen da Silva
Em 10 de Janeiro de 2020 às 13h41
(Reprodução/Grupo Unidos Conservamos)

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou relatório esta semana que compara o número dos focos de incêndio em todos os biomas brasileiros no ano passado em relação a 2018. Os dados revelam aumento em todos eles em 2019: Amazônia, Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal. Neste último, o crescimento foi alarmante, chegou a 493%.

Segundo o Programa Queimadas do Inpe, o total de focos de incêndios no Pantanal foi de 10.025 em 2019 – seis vezes maior do que no período anterior. A média anual para a região é de 5.980.

Já na região Amazônica, o satélite Acqua detectou 89.178 de queimadas no ano passado, alta de 30% na comparação com os 68.345 registrados na floresta em 2018. Vale ressaltar, entretanto, que em 2010 a alta foi muito pior: os focos chegaram a passar dos 134 mil. E em 2015 e 2017, a média foi de 105 mil.

Ainda de acordo com o levantamento do instituto, os demais biomas do Brasil também apresentaram índices de queimadas mais altos no ano passado em comparação a 2018.

Confira os números abaixo:

  • Na Caatinga, os focos de incêndios subiram 32%, totalizando 14.960;
  • No Cerrado, a alta foi de 62%, com 63.874 queimadas;
  • Na Mata Atlântica, o aumento chegou a 61%, com 18.177 focos;
  • No Pampa, houve crescimento de 91%, com 1.420 focos.

Não dá pra deixar de lembrar que, em 2019, o diretor do Inpe, Ricardo Galvão, foi exonerado do cargo após ataques sistemáticos do presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Pois em dezembro, a revista britânica Nature, a mais respeitada e citada publicação científica do mundo inclui Ricardo Galvão na “Nature’s 10”, uma lista com os “10 Cientistas do Ano” – pessoas que realmente fizeram a diferença para a ciência nos últimos doze meses.

Chamado de Defensor da Ciência, o texto afirma que o físico se tornou um herói nacional ao enfrentar o governo brasileiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Meio Ambiente
VER TODAS EM MEIO AMBIENTE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.