Bonito, Mato Grosso do Sul - 27 de Janeiro de 2022
Turismo

Trade turístico de Bonito estabelece metas para fortalecer setor nos próximos anos

A participação dos municípios e do trade é fundamental para criar o conselho e formação de um fundo financeiro, com o qual a rota terá recursos para implementar as ações.

Com informações de Governo de MS
Em 07 de Janeiro de 2022 às 13h32
Balneário Municipal de Bonito (André Seale)

Após apresentação das metas e propostas de reestruturação da Instância de Governança Regional Pantanal-Bonito (IGR), o Bonito Convention & Visitors Bureau (BCVB) prioriza agora o trabalho de adesão dos municípios e empresários integrantes da rota para formar o novo Conselho Consultivo. A partir daí, serão estabelecidas as ações estratégicas para os próximos anos, com o apoio da Fundação de Turismo de MS (Fundtur).

O Bonito CVB assumiu, em novembro de 2021, a coordenação executiva da IGR, tendo como meta o fortalecimento do turismo na região, que abrange 13 municípios (Bonito, Bodoquena, Jardim, Miranda, Porto Murtinho, Aquidauana, Anastácio, Ladário, Corumbá, Nioaque, Bela Vista, Caracol e Guia Lopes da Laguna). Bonito foi o primeiro município a aderir.

A participação dos municípios e do trade é fundamental para criar o conselho e formação de um fundo financeiro, com o qual a rota terá recursos para implementar as ações, como participação em feiras para promoção dos destinos e capacitação e treinamento de agentes operadores. O fundo será formado com cotas anuais dos municípios, entre R$ 10 mil e R$ 25 mil, conforme a classificação no Mapa Turístico, além do aporte financeiro do Governo do Estado.

Presença do trade

O fortalecimento da rota Bonito-Pantanal tem várias vertentes e uma delas é a participação da iniciativa privada. Os empresários também podem se associar à IGR (hoje são mais de 50 membros) e essa adesão foi cobrada pelo diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS, Bruno Wendling, em recente live promovida pelo Bonito CVB com os municípios para apresentar a proposta de reestruturação da IGR.

“Essa construção coletiva para desenvolver ainda mais a rota tem que ter uma maior participação do empresariado”, citou Wendling. “Não há outra saída, temos que trabalhar a governança, que agora ganha outro patamar com a gestão do BCVB, e uma das metas é ampliar a participação do setor privado, com atribuições futuras de assumir a IGR.”

O diretor-presidente da Fundtur aproveitou a live para reafirmar o compromisso do Governo do Estado de apoiar as iniciativas, tanto técnica como financeira, para implementar e melhorar o posicionamento da rota nos centros emissores, que representam 8 milhões de pessoas. “Temos o melhor destino disparado de ecoturismo do Brasil, que precisa ser melhor trabalhado quanto a sua promoção”, ponderou.

Para Bruno Wendling, a gestão do Bonito CVB fortalece a governança e dá um passo importante para a profissionalização do gerenciamento da rota Pantanal-Bonito, focando em um único destino. Ele considera um desafio, mas observa que “o mercado quer consumir dessa forma”. O turismólogo destacou o Bonito CVB como “uma das organizações mais representativas e atuantes no Estado”.

Mais competitivos

Presidente do Bonito CVB, o empresário Rodrigo Coinete é um entusiasta com a reformulação da Instância de Governança Regional a partir do novo desafio da entidade. "Nós, do Bonito CVB, sempre acreditamos na integração da Rota Pantanal-Bonito. Temos certeza que com planejamento e ações integradas iremos fortalecer muito o turismo da região. Iremos trabalhar com muita responsabilidade e assegurar que haja uma gestão participativa", garantiu.

Coinete adiantou que o foco da nova gestão dentro do planejamento estratégico, além da reestruturação da IGR, será a captação de eventos e promoção dos destinos, ações estas alinhadas com os cenários produzidos pelo Observatório do Turismo. “Toda tomada de decisão será baseada em dados”, citou. Para ele, o grande desafio será inserir a rota no mercado internacional, trabalhando com os destinos indutores.

Ao apostar no fortalecimento da rota, o empresário lembra que desde 2009 a Capital do Ecoturismo trabalha de forma integrada com Foz do Iguaçu, uma iniciativa de grande sucesso. “Trabalhar a rota integrada a médio e longo prazos nos tornará mais competitivos, temos uma oportunidade de ouro para alavancar a região, nesse período de retomada do turismo, sempre contando com a parceria do Governo do Estado e da Fundação de Turismo”, completou Rodrigo Coinete.

Sobre

O objetivo da IGR é unir o poder público, entidades e membros da sociedade civil para tratar das políticas que irão fomentar e promover o turismo na região, de forma sustentável. As IGRs são fundamentais para a implementação de estratégias em nível regional para a descentralização da política pública estadual. E importante também pela continuidade das políticas públicas do Estado, sem que haja interrupção a cada ciclo de gestão pública.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Turismo
Em 21 de Janeiro de às 08h58
É um reconhecimento dos esforços de todo o setor para promover passeios e viagens inesquecíveis, disse o Ministro do Turismo.
Em 20 de Janeiro de às 15h30
Os visitantes deverão ficar isolados em um hotel enquanto esperam o resultado do teste e terão de baixar um aplicativo de rastreamento para garantir que cumprirão as regras.
VER TODAS EM TURISMO
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.