Bonito, Mato Grosso do Sul - 25 de Setembro de 2020
Turismo

Setor turístico de Mato Grosso do Sul adota selo nacional Turismo Responsável

A Fundtur estimula trade a também solicitar emissão do selo do Ministério do Turismo lançado em junho, além dos certificados locais.

Ketlen da Silva
Em 03 de Agosto de 2020 às 13h32
Estância Mimosa, em Bonito (MS). (Grupo RIo da Prata)

O selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro” é um compromisso que o empreendimento assume, junto ao Ministério do Turismo (MTur), de adoção dos protocolos para a segurança dos turistas e de seus colaboradores. A responsabilidade será dividida com o turista, que também deverá seguir as orientações. O selo tem como objetivo auxiliar o setor de turismo brasileiro a retomar as suas atividades o mais breve possível e a atender aos pré-requisitos do novo perfil de turista, que surgirá com a pandemia do novo coronavírus.

Esses são alguns dos motivos para que a Fundação de Turismo de MS estimule o trade estadual a adotar o selo nacional. “A adoção do selo e dos protocolos de biossegurança e higienização, hoje são condições fundamentais para que o empreendimento opere. Nesse novo normal é necessário que todo mundo esteja preparado e se adeque às novas condições para a oferta de suas atividades. O selo Turismo Responsável congrega uma série de protocolos trabalhados por várias entidades e unifica a comunicação com o mercado. Mesmo que Mato Grosso do Sul já tenha saído na frente com iniciativas, principalmente, de Bonito, com o apoio do Sebrae e Sesi que desenvolveram protocolos individuais, é importante a adoção do selo do MTur como forma de comunicar isso aos turistas nacionais e depois internacionais. Por isso é importante que todos os empreendimentos façam a adoção do selo “Turismo Responsável - Limpo e Seguro”, argumenta Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo e presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur).

A Fundação de Turismo trabalha para que o setor turístico sul-mato-grossense esteja preparado para receber os turistas, assim que os protocolos permitirem em cada destino do estado. Para Geancarlo Merighi, diretor de Desenvolvimento do Turismo e Mercado da Fundtur-MS, o Selo é uma iniciativa muito importante nesse momento em que os turistas precisam ter segurança e confiança para decidir a respeito de suas viagens e de quais equipamentos utilizar.

“O Ministério do Turismo lançou um painel de informações do Turismo Responsável, onde disponibilizou a todos os Estados o acesso às informações. Sabemos, em tempo real, como está a adesão dos empresários e prestadores de serviços turísticos ao Selo Turismo Responsável. Por isso, a Fundtur/MS tem a possibilidade de fazer a gestão, no sentido de sensibilizar e mobilizar o trade turístico sul-mato-grossense para aderirem a essa ferramenta e aos protocolos a serem seguidos e que foram elaborados com bastante seriedade, para que o setor tenha uma retomada gradual e eficaz”.

Até a divulgação do boletim do MTur, sobre os prestadores de serviços turísticos que já solicitaram a emissão do selo “Turismo Responsável - Limpo e Seguro”, Mato Grosso do Sul contava com 132 cadastros. Com a implementação do Selo os destinos se qualificam melhor, pois terão prestadores e empreendedores registrados seguindo protocolos de segurança sanitária, os empreendimentos e prestadores de serviços saem da ilegalidade, pois só podem adquirir o selo quem está com o Cadastur em dia, e todo o turismo brasileiro ganha com uma política pública integrada. Em todo o Brasil, já são mais de 11,4 mil pedidos de emissão.

Como solicitar o Selo

Para solicitar o selo, o interessado deve acessar o site , ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento, o que poderá resultar em revogação do selo.

Estão disponíveis protocolos para: Meios de Hospedagem; Agências de Turismo; Transportadoras Turísticas; Organizadoras de Eventos; Parques Temáticos; Acampamentos Turísticos; Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares; Parques Temáticos Aquáticos; Locadoras de veículos para turistas e Guias de Turismo, entre outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Turismo
Em 22 de Setembro de às 16h46
O destino líder de preferência foi o Nordeste, seguido do Sudeste, Europa, Sul, Centro-Oeste, Norte, América Central/Caribe, América do Sul, América do Norte, Ásia, Oceania e África.
VER TODAS EM TURISMO
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.