Bonito, Mato Grosso do Sul - 28 de Novembro de 2021
Turismo

Seis aeroportos são concedidos à empresa privada

Os terminais de Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE), hoje administrados pela Infraero, serão geridos pelo grupo CCR.

Informações Mtur
Em 23 de Outubro de 2021 às 08h00

O governo federal concedeu à iniciativa privada seis aeroportos brasileiros, o que deve auxiliar a retomada do setor de turismo nas principais regiões do país no período pós-pandemia.

A partir de agora, os terminais de Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE), hoje administrados pela Infraero, serão geridos pelo grupo CCR, que já opera no aeroporto de Belo Horizonte, por meio da BH Airport. Com a iniciativa, os terminais receberão investimentos na ordem de R$ 1,8 bilhão.

A partir de agora, a empresa administradora dos terminais deverá realizar ações como a revisão e melhoria das condições de infraestrutura, a revitalização das sinalizações de informação e a disponibilização de internet wi-fi gratuita. Além disso, o contrato prevê que nos próximos 36 meses deverão ser realizadas adequações de infraestrutura para que o aeroporto esteja habilitado a operar, no mínimo, com uma pista de aproximação de não-precisão; disponibilizar pátio de aeronaves que atenda às especificações contratuais e adequar a capacidade de processamento de passageiros e bagagens no aeroporto.

Os seis aeroportos que fazem parte do Bloco Central transportaram cerca de 7,3 milhões de passageiros em 2019, segundo a Infraero. A previsão é de que a movimentação de passageiros aumente em 30% no primeiro ano de concessão (9,5 mi), podendo chegar a 208% de alta ao longo dos 30 anos (22,5 mi), período em que valerá a concessão dos seis terminais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Turismo
VER TODAS EM TURISMO
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.