Bonito, Mato Grosso do Sul - 7 de Abril de 2020
Turismo

Reserva Biológica de Miranda tem a maior caverna vertical de Mato Grosso do Sul

A Reserva é constituída por uma área de mais de 850 hectares e conta com uma caverna de águas cristalinas e diversas galerias subterrâneas.

Com informações de Gazeta do Pantanal
Em 17 de Fevereiro de 2020 às 09h28
A Reserva Biológica de Miranda conta com águas cristalinas. (Gazeta do Pantanal)

Com mais de 200 anos, o município de Miranda, localizado no Pantanal sul-matogrossense, é uma cidade reconhecida como um dos mais importantes destinos turísticos nas modalidades de turismo de pesca, ecoturismo, turismo rural e de contemplação de pássaros, em plena expansão na região, além de Bonito.

Outras atividades exploradas são o turismo arquitetônico e religioso. Prédios e casarios formam um expressivo corpo arquitetônico atraindo a atenção e curiosidade dos turistas, muitos deles chegam a pedir licença para entrar nas casas, para fotografar os pisos construídos há séculos com azulejos hidráulicos transportados de navios vindos da Europa.

Todos os anos, turistas e mirandenses que residem em outras regiões do país prestigiam a festa da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Carmo. A festa religiosa acontece em 16 de julho, data em que é comemorado o aniversário do município, com procissão, bingos, quermesses com comidas típicas da região, artesanatos, apresentação de danças e músicas na programação.

Além de todos esses atrativos, Miranda conta com a maior população indígena da etnia terena. É possível que o visitante se desloque até as comunidades mais próximas da cidade para adquirir artesanatos feitos com argila pelas mulheres ceramistas das aldeias. Também existe o Centro de Referência da Cultura Terena que comercializa os produtos, além de comercializar peças elaboradas pelos artesãos da cidade.

Reserva Biológica

Diante de tanta diversidade, Miranda se transforma a cada dia em um dos polos turísticos mais importantes, não só do Estado como de todo resto do mundo. A criação da Reserva Biológica Marechal Cândido Mariano Rondon, através do Decreto Municipal n° 2636 de 12 de dezembro de 2017, passou a ser um divisor de águas em relação à consolidação do turismo na cidade.

A Reserva Biológica do município é constituída por uma área de mais de 850 hectares e conta com uma caverna de águas cristalinas e diversas galerias subterrâneas. Em julho de 2019, o grupo de espeleologia Serra da Bodoquena (especialistas em exploração de cavernas) esteve na Reserva e constataram que ali se encontra a mais profunda caverna seca do Estado de Mato Grosso do Sul. São mais de 120 metros de profundidade e 4 metros por 20 de diâmetro, com a presença do Bioma Mata Atlântica.

A caverna não se encontra aberta à visitação. O seu acesso só pode ser feito com autorização e por pessoas devidamente treinadas para tal ambiente, devido ao grande risco de acidentes.

De acordo com informações do prefeito de Miranda, Edson Moraes, existe uma avaliação junto ao corpo jurídico de Miranda de uma maneira legal para que a Reserva Biológica possa se transformar em um parque municipal ou até mesmo em um balneário municipal, como os que já existem em outros municípios do Estado, como Bonito e Jardim.

No entanto, reafirmou o compromisso e o respeito ao que determina a legislação ambiental quanto da criação da Reserva Biológica. “Vamos dar um passo de cada vez. Primeiro é de fundamental importância o parecer jurídico. Caso haja brechas na lei, poderemos estudar uma forma legal e preservacionista, ampliando ainda mais a vocação turística de Miranda e de toda região do Pantanal, com ganhos sócios – ambientais e econômicos para toda comunidade local e do entorno. O produto nós já temos. Tanto o bioma pantaneiro quanto a caverna encontrada na Reserva Ecológica foram presentes de Deus”, destacou Edson Moraes.

A parceria público/privado poderia ser uma das alternativas na avaliação do prefeito. “Caso haja a possibilidade legal de realizarmos esse projeto de exploração sustentável e economicamente viável, Miranda terá todos os principais atrativos que os visitantes procuram; turismo de pesca, rural, de contemplação e agora a maior caverna vertical do Estado”, concluiu. A localização da Reserva Biológica não será divulgada, uma vez que o local ainda não se encontra aberto a visitação.

(Gazeta do Pantanal)
(Gazeta do Pantanal)
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Turismo
VER TODAS EM TURISMO
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.