Bonito, Mato Grosso do Sul - 4 de Abril de 2020
Turismo

Coronavírus faz turistas cancelarem Europa e turbinarem viagens a Bonito

Turistas brasileiros cancelam viagens internacionais para irem ao paraíso de turismo ecológico.

Com informações de Campo Grande News
Em 12 de Março de 2020 às 13h53
(Grupo Rio da Prata)

A Europa está, temporariamente cancelada. Ao menos na perspectiva do trade turístico de Bonito, o destino mais procurado em Mato Grosso do Sul. O motivo é o “efeito coronavírus”, já que o Sars-Cov-2 se espalha no continente europeu tanto quando o medo. Nas agências e hotéis de Bonito, nesta época de baixa temporada, o movimento aumentou, em especial do turista brasileiro, que trocou o velho continente pelo turismo ecológico.

Um dos destinos preferidos dos brasileiros, a Itália está em quarentena em todo o território, onde o número de mortes (no país povoado por muitos idosos) é o segundo maior fora da China. Com o medo de contágio do novo vírus, viajar dentro do país tem sido opção.

Apesar do efeito positivo para a economia local, o aumento vertiginoso de casos diários no Brasil – as últimas informações do Ministério da Saúde indicam 73 casos confirmados de infecção – o vírus preocupa, e agências e hotéis adotaram protocolos de higiene e de informações para os turistas que chegam.

Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, Luiza Coelho afirma que não há perspectiva de redução de movimento ou de portas fechadas, o que já ocorre na Europa. "Nosso protocolo é colocar álcool gel à disposição de turistas e funcionários. Não temos impactos e os atrativos não serão fechados. Como as medidas internacionais devem conter o avanço do vírus e na China o surto já terminou, estimamos que no Brasil o surto será pequeno e não deve impactar o setor diretamente", disse.

Agente de viagem da Agência Brasil Bonito, marca que também administra hotel na cidade, Erica Santos contou que o receio tem provocado o cancelamento de destinos no exterior e a busca por locais “mais seguros”. “Agora com esse alerta, as pessoas estão receosas, mas como o lugar é distante, resolveram mudar o destino do exterior porque acharam que vão estar mais seguros. Bonito está mais no roteiro do que o exterior, estão preferindo viajar mais pra cá, todo mundo está pensando do mesmo jeito”, contou.

Conforme explicou, o protocolo é orientar sobre higienização e adotar questionamentos padronizados na recepção do hotel, com destaque para os turistas estrangeiros, que são perguntados “de onde vieram e como vieram”. Qualquer suspeita, disse, deve ser levada até órgão de saúde. Segundo ela, no entanto, “pessoas de fora não estão vindo”.

A auxiliar financeira da Agência Muito Bonito – que trabalha com hotel e pousada -, Anne Dias, afirma que o período surpreendeu. “Aqui, esse mês é considerado baixa temporada, estamos tendo bastante visitas e procuras, reservas para março, abril, do público brasileiro. Recebemos orientação, e nessa questão de visitas estrangeiras, estamos apreensivos, mas aplicamos métodos de orientação que recebemos, aumentamos álcool em gel e orientamos sempre a lavar as mãos. Tentamos não fazer nenhum movimento que dê a entender que estamos com preconceito, tentamos orientar. Graças a Deus até agora não recebemos ninguém com nenhum sintoma”, comentou.

No Hi Hotel, o agente de viagens e recepcionista Sidney de Paula percebeu que, nas duas últimas semanas, a parcela de turistas brasileiros pulou de 20% para 70%. Ainda assim, o temor “pós-pandemia” já mostra efeitos: as reservas caíram desde a segunda-feira (09). No final de semana, comentou ele, um dos turistas brasileiros pediu vaga de última hora porque cancelou viagem para Europa.

Ele disse que a empresa não adotou método de prevenção padronizado, mas que os funcionários orientam turistas e disponibilizam álcool gel nos cômodos do hostel. Por ali, Inglaterra, Alemanha e Austrália são países de onde a maioria dos turistas estrangeiros vêm.

Pandemia

Declarado oficialmente pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como pandemia, ainda não há nenhum casos confirmado do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul. Até esta quarta-feira (11) sete casos eram investigados no Estado.

O vírus pode causar síndrome respiratória grave, por isso é chamado de Sars, a exemplo do primeiro coronavírus diagnosticado anos atrás. O Brasil tem, até agora, 73 ocorrências conhecidas da síndrome causada pelo vírus, a Covid-19. Há novos casos suspeitos do vírus em SP, BA, RS e PE.

A forma como o coronavírus tem se espalhado no país fez com o Ministério da Saúde publicasse edital para contratar 5 mil médicos no âmbito do programa Mais Médicos. O vírus já chegou a 110 países, onde infectou mais de 126 mil pessoas e 4,6 mil delas morreram. A OMS estima que 3,4% dos pacientes morrem por causa da covid-19. Ainda assim, especialistas estimam que essa taxa de letalidade gire em torno de 2% ou menos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Turismo
VER TODAS EM TURISMO
Notícias em destaque agora
Em 02 de Abril de 2020 às 07h44
País reagiu rápido para identificar focos de infecção e proteger a população mais vulnerável.
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.