Bonito, Mato Grosso do Sul - 25 de Fevereiro de 2020
Geral

PMA de Bonito autua infrator por desmatamento ilegal de mais de 8 hectares de vegetação nativa

O proprietário foi multado em R$9.000 reais e já havia plantio de pastagem no local desmatado.

Ketlen da Silva
Em 22 de Agosto de 2019 às 16h38
A área desmatada já estava com plantio de pastagem no momento da fiscalização. (Divulgação/PMA)

Nesta quarta-feira (21), a Polícia Militar Ambiental de Bonito, em atendimento ao Ministério Público de Mato Grosso do Sul, autuou um fazendeiro pelo desmatamento ilegal de 8,356 hectares de mata nativa sem autorização ambiental em uma propriedade localizada na rodovia MS 345, em Bonito. A área desmatada foi descoberta através de imagem de satélite. Tendo em vista o tempo entre a supressão e a fiscalização, já havia plantio de pastagem na área.

Foi dado um prazo de dez dias para o infrator, residente na cidade, apresentar o Cadastro Ambiental Rural (CAR) da propriedade fiscalizada, porém nada aconteceu. Então, o proprietário foi autuado administrativamente no valor de R$ 9.000,00 pelo desmatamento ilegal e foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (PRADA), junto ao órgão ambiental estadual.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Geral
Em 24 de Fevereiro de às 13h07
O intuito da plataforma é utilizar as gravações para melhorar sua tecnologia de reconhecimento de fala.
Em 20 de Fevereiro de às 14h33
O prazo de entrega da declaração começará às 08h de 2 de março e irá até as 23h59min59s de 30 de abril.
Em 20 de Fevereiro de às 10h43
Uma revisão da decisão está prevista para daqui um ano. O casal e o filho Archie estão morando no Canadá e irão para a Inglaterra nas próximas semanas para compromissos. 
VER TODAS EM GERAL
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.