Bonito, Mato Grosso do Sul - 21 de Novembro de 2019
Geral

MapBiomas Alerta é lançado oficialmente

A ferramenta fornece, de forma rápida, laudos digitalizados para subsidiar os órgãos de fiscalização no combate ao desmatamento ilegal.

Informações WWF-Brasil
Em 10 de Junho de 2019 às 09h51
(Divulgação)
Foi lançado na última sexta-feira (7) o MapBiomas Alerta, um sistema de validação e refinamento de alertas de desmatamento que cobre todo o território nacional e, portanto, todos os biomas brasileiros.  A ferramenta fornece, de forma rápida, laudos digitalizados para subsidiar os órgãos de fiscalização no combate ao desmatamento ilegal.  Os dados são disponibilizados de forma pública e gratuita na internet e podem ser customizados pelos usuários. Principais resultados Segundo o MapBiomas Alerta, o Cerrado é o bioma mais desmatado, com 53% dos alertas totais recebidos e 47.704 hectares convertidos. A Amazônia é o segundo, com 30% dos alertas, 27.285 hectares. Em terceiro lugar aparece a Mata Atlântica, com 6.552 hectares desmatados. A Caatinga teve 4.332 hectares, Pantanal 3.531 hectares e Pampa, 337 hectares. Dos mais de 4.500 alertas, 312 ocorreram áreas protegidas, sendo que 94 em Unidades de Conservação. O MapBiomas também detectou que 40% dos alertas validados no primeiro trimestre de 2019 ocorreram em áreas que não poderiam ser desmatadas, como próximas a nascentes, Unidades de Conservação (UCs), terras indígenas e Áreas de Preservação Permanente (APPs). Acesse: http://alerta.mapbiomas.org/
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Geral
VER TODAS EM GERAL
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.