Bonito, Mato Grosso do Sul - 31 de Maio de 2020
Polícia

Assassino de major em Bonito sabia o que estava fazendo, revela perito

O processo contra o pintor Bruno da Rocha, 38, assassino confesso do major da reserva Paulo Setterval, 57 anos, em Bonito (MS), volta a caminhar.

Com informações Campo Grande News
Em 26 de Junho de 2019 às 08h33
O caso estava parado desde maio, em razão da alegação de insanidade mental do réu. O perito responsável pelo laudo psiquiátrico, Rodrigo Abdo, identificou em Bruno capacidade plena de entender o “caráter ilícito do fato”. O laudo atesta que Bruno estava com a autodeterminação diminuída, “mas não abolida”, no dia do crime, 14 de abril. O pintor foi diagnosticado com síndrome de dependência em grau moderado, de álcool e drogas. No dia do assassinato, ele disse estar “traspassado” e afirmou ter bebido álcool e tomado o antidepressivo clonazepam. Paulo Setterval estava com a família em Bonito quando foi morto a facada, na calçada de uma rua central, depois de se negar a dar um cigarro para o réu. A juíza responsável pelo caso, Adriana Lampert, homologou o resultado da perícia e intimou as partes. Se não houver recurso que mude a decisão, a ação volta a correr no Tribunal do Júri.
Últimas notícias em Polícia
VER TODAS EM POLÍCIA
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.