Bonito, Mato Grosso do Sul - 8 de Março de 2021
Saúde

Saúde de Corumbá abre dois postos e drive thru para vacinar idosos acima de 90 anos

A cidade recebeu 350 doses da vacina CoronaVac. A segunda dose da vacina tem que ser aplicada em até quatro semanas.

Com informações de Diário Corumbaense
Em 02 de Fevereiro de 2021 às 15h52
(Diário Corumbaense)

A Secretaria de Saúde de Corumbá iniciou no último sábado (30) a vacinação contra a Covid-19 em idosos acima de 90 anos e pessoas acamadas com mais de 80 anos. 

A cidade recebeu 350 doses da vacina CoronaVac e abriu, das 08h00 às 12h00, as unidades básicas Breno de Medeiros Guimarães e Beira Rio para fazer a imunização do grupo de mais de 90 anos, além de drive-thru na Avenida General Rondon, entre a 15 de Novembro e Sete de Setembro.

No sábado e no domingo, equipes volantes vacinaram, em domicílio, os idosos acamados com mais de 80 anos cadastrados pela rede de saúde do município.

Para ser imunizado é necessário realizar o pré-cadastro no site da Prefeitura e, no momento da vacinação, levar documento com foto, cartão do SUS e carteira de vacinação.

“A disponibilidade das doses para os idosos é muito pequena ainda. Todos os municípios receberam 1/5 das doses, levando- se em conta a quantidade de pessoas a partir de 80 anos. Em Corumbá, recebemos 350 doses e temos cerca de 150 pessoas com 90 anos ou mais, cadastradas no sistema e, idosos acamados, a partir de 80 anos, são por volta de 180. Pelo quantitativo, decidimos iniciar a imunização sábado e domingo desses grupos prioritários e continuamos com o cadastramento no sistema para as próximas etapas”, informou o secretário de Saúde de Corumbá, Rogério Leite, que também é presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul. 

“A partir do recebimento de mais doses, iremos fazer o escalonamento, em ordem decrescente de faixa etária, atendendo todo o público de 80 a 89 anos”, completou.

No drive thru montado na avenida General Rondon, a fila de carros começou uma hora antes do início da vacinação. A primeira a chegar foi Danielle dos Santos, de 45 anos. Ela levou três idosos para vacinar: o pai, Manoel Mendes dos Santos, de 91 anos e duas parentes, Manoela Pereira da Silva Paulo, de 92 anos e Sabina Gonçalves de Almeida, de 91 anos. 

“Logo que soube da vacinação da faixa etária deles, fiquei atenta. Moro aqui perto e desde cedo fiquei ‘sondando’ a movimentação do pessoal da Saúde. Assim que começaram a montar a estrutura, viemos os quatro para cá e fomos os primeiros a chegar”, contou Danielle.

Aos 91 anos, lúcido e ativo, Manoel dos Santos, foi o número 1 da imunização no drive thru. Desde o início da pandemia, ele se isolou em casa e brincou quando perguntado sobre a saída para vacinar: “já até esqueci como é a rua, mas estou contente por estar aqui”.

Três remessas de vacina

Mato Grosso do Sul recebeu o primeiro lote com 158,7 mil doses da vacina Coronavac em 18 de janeiro. O segundo lote chegou ao Estado em 24 de janeiro com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O terceiro lote chegou em 25 de janeiro com as 10,2 mil doses da vacina Coronavac, produzida no Brasil. 

Os municípios, na primeira fase, imunizaram os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições como casas de repouso, portadores de deficiência em residências inclusivas, além de indígenas que moram em aldeias e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia de covid-19. 

A segunda dose da vacina tem que ser aplicada em até quatro semanas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Saúde
Em 03 de Março de às 16h33
Testes clínicos de fase 3 envolveram 25,8 mil participantes, sendo 2.433 voluntários com mais de 60 anos e 4.500 participantes portadores de comorbidades.
VER TODAS EM SAÚDE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.