reforço contra infecções causadas pela ômicron." /> reforço contra infecções causadas pela ômicron." />
Bonito, Mato Grosso do Sul - 7 de Agosto de 2022
Saúde

Quarta dose da Pfizer reduz risco de contrair covid, diz estudo

Resultados divulgados pela Associação Médica Americana são os mais recentes a confirmar os benefícios de um segundo reforço contra infecções causadas pela ômicron.

Com informações de Valor Econômico
Em 02 de Agosto de 2022 às 16h51
(Divulgação)

Trabalhadores de hospital que receberam uma quarta dose da vacina de RNA mensageiro da Pfizer ficaram muito menos propensos a contrair covid-19 do que os colegas com três doses de acordo com um estudo.

Os resultados publicados nesta terça-feira (02) pela Associação Médica Americana são os mais recentes a confirmar os benefícios de um segundo reforço contra infecções causadas pela ômicron. Os autores do estudo apontaram uma dose extra como ferramenta para evitar a escassez de pessoal médico e poupar os sistemas de saúde em tempos de maior tensão.

A pesquisa foi conduzida em Israel, onde um rápido início da vacinação forneceu aos cientistas dados do mundo real sobre a eficácia da vacina. O país começou a oferecer um segundo reforço para idosos, profissionais de saúde e pessoas com sistema
imunológico enfraquecido em janeiro.

Os Estados Unidos estão agora considerando a possibilidade de expandir a elegibilidade para as segundas doses de reforço em meio à disseminação da variante BA.5 da ômicron. Médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que receberam uma quarta dose de vacina com RNA mensageiro em janeiro mostraram uma taxa de 7% de infecções.

Aqueles com três doses -- a terceira foi administrada no final de setembro -- tiveram uma taxa de infecção de 20%. Muitos profissionais de saúde em Israel optaram por não receber uma quarta dose em janeiro, disseram os cientistas, assumindo que não faria muita diferença.

“A suposição comum era que a combinação de gravidade reduzida da variante ômicron e a proteção dada pelas três primeiras doses de vacina não criava valor agregado para a quarta vacina”, escreveram. Mas para a equipe médica, eles argumentaram que essa diferença é importante porque “a quarentena e o isolamento de um grande número de profissionais de saúde podem prejudicar a capacidade de funcionamento do sistema”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Saúde
Em 05 de Agosto de às 16h21
EUA identificaram cerca de 1,6 milhão de pessoas que são altamente vulneráveis ao vírus, mas o país tem 550 mil doses de vacina. Com a declaração de emergência, agências de governo vão receber mais dinheiro.
Em 27 de Julho de às 14h26
Exames de imagem, como a tomografia computadorizada de crânio, podem ser indicados para infectados pelo coronavírus para melhor diagnosticá-los.
Em 22 de Julho de às 14h25
A estratégia dos cientistas foi criar uma composição que atacasse diretamente a proteína spike do SARS-CoV-2, responsável pela entrada do vírus nas células do corpo humano.
VER TODAS EM SAÚDE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.