Bonito, Mato Grosso do Sul - 11 de Agosto de 2020
Saúde

Mais de 66 mil casos de dengue são confirmados em Mato Grosso do Sul

693 casos de dengue foram confirmados em Bonito (MS) até o dia 29 de julho.

Carla Layane
Em 30 de Julho de 2020 às 09h32

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou na quarta-feira (29) o boletim epidemiológico sobre casos de dengue em Mato Grosso do Sul. Entre 1º de janeiro e 29 de julho o Estado já contabilizou 66.714 casos confirmados da doença.

A cidade de Bonito registrou 693 casos confirmados. A capital Campo Grande confirmou 16.722 casos de dengue. Ponta Porã tem 5.146 casos e Corumbá possui 3.903.

Veja aqui o boletim !

O boletim revela que já foram registradas 39 mortes em razão da dengue no estado.

Caso suspeitos

Pessoa que viva ou tenha viajado nos últimos 14 dias para área onde esteja ocorrendo transmissão de dengue ou tenha a presença de Ae. Aegypti, que apresenta febre, usualmente entre 2 e 7 dias, e apresente duas ou mais das seguintes manifestações:

- Náusea, vômitos

- Manchas avermelhadas no corpo

- Dor muscular e/ou nas articulações

- Dor de cabeça e dor nos olhos

- Petéquias ou prova do laço positiva

- Leucopenia (é quando o número de leucócitos, que são as células de defesa do sangue, está baixo- é verificado através do exame Hemograma).

Também pode ser considerado caso suspeito toda criança proveniente ou residente em área com transmissão de dengue, com quadro febril agudo, usualmente entre 2 a 7 dias, e sem foco de infecção aparente.

Combate ao mosquito Aedes Aegypti:

A principal ação que a população tem é se informar, conscientizar e evitar água parada em qualquer local em que ela possa se acumular, em qualquer época do ano.

Além do Aedes Aegypti transmitir a Dengue hoje o mosquito tornou-se um dos maiores inimigos da saúde pública por transmitir também o vírus Zika e a Febre do Chikungunya, e as ações de controle do vetor são imprescindíveis!!

As principais medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti são:

- Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;

- Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;

- Manter caixas d’agua bem fechadas;

- Remover galhos e folhas de calhas;

- Não deixar água acumulada sobre a laje;

- Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;

- Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;

- Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

- Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

- Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

- Acondicionar pneus em locais cobertos;

- Fazer sempre manutenção de piscinas;

- Tampar ralos;

- Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;

- Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

- Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;

- Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;

- Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;

- Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Saúde
Em 11 de Agosto de às 16h46
Tempo mínimo entre a primeira dose e o reforço deve ser de 4 semanas. Órgão também ampliou a idade máxima dos participantes da pesquisa de 55 para 69 anos.
Em 11 de Agosto de às 08h37
Ministro interino da saúde resalta ainda que, independentemente da medida que se tome, tem que estar aliada à capacidade de triar e procurar se as pessoas estão ou não com sintomas.
VER TODAS EM SAÚDE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.