Bonito, Mato Grosso do Sul - 15 de Abril de 2021
Saúde

Governo de MS libera funcionamento do comércio a partir do dia 5

Serão instituídos novos horários de toque de recolher por município, de acordo com a classificação de risco para Covid-19.

Natani Ferreira
Em 31 de Março de 2021 às 11h27
Mapa do Programa Prosseguir mostra que Bonito continua na bandeira vermelha. Fonte: Divulgação/Portal MS

O governador Reinaldo Azambuja anunciou durante a live desta quarta-feira (31), em rede social, que Mato Grosso do Sul irá reabrir as atividades econômicas a partir do dia 05 de abril, próxima segunda-feira, seguindo as medidas de biossegurança já estabelecidas, como uso de máscara e cuidado com distanciamento social.

Além do anúncio de reabertura do comércio, Azambuja afirmou que serão instituídos três toques de recolher, de acordo com a classificação do município no Programa Prosseguir.

Os municípios com bandeiras laranja, amarela e verde, terão horário mais flexível, de 22h às 5h. Para cidades em bandeira vermelha, como é o caso de Bonito, o horário será de 21h às 5h. Em locais mais críticos, com bandeira cinza, o horário será de 20h às 5h, como vigora atualmente para todo o Estado.

Nesta quarta-feira, apenas Sidrolândia é classificada com bandeira cinza pelo Programa Prosseguir. Outras 55 cidades estão em bandeira vermelha, entre elas Campo Grande. São 25 em laranja e apenas 2 em amarelo - Jaraguari e Rochedo. Não há nenhum município de Mato Grosso do Sul com grau "verde" de risco para covid.

“Somos o primeiro do país em vacinações e se vocês olharem o número de idosos que estão internados, diminuiu muito porque a vacina ainda é o melhor remédio para combater a pandemia”, comentou Reinaldo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Saúde
VER TODAS EM SAÚDE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.