Bonito, Mato Grosso do Sul - 7 de Agosto de 2022
Saúde

Bonito recebe ultrassom e adere ao projeto "Bem Nascer MS"

O programa visa reduzir a mortalidade materna e infantil em Mato Grosso do Sul, intensificando as consultas pré-natal, fazer a estratificação de risco gestacional e manter acompanhamento diferenciado para gestantes de alto risco.

Com informações de assessoria
Em 22 de Novembro de 2021 às 14h19
(Divulgação)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, lançou na última sexta-feira (19) o "Projeto Bem Nascer MS" que visa reduzir a mortalidade materna e infantil em Mato Grosso do Sul. O programa teve a adesão dos 79 municípios do Estado, que vão intensificar as consultas do pré-natal, fazer a estratificação de risco gestacional e manter acompanhamento diferenciado da gestante de alto risco, em especial, as obesas e hipertensas.

Para fortalecimento das ações do "Bem Nascer MS", R$ 14 milhões foram destinados ao projeto, sendo que R$ 11,6 milhões investidos na compra de 75 aparelhos de ultrassons que serão entregues aos municípios seguindo critérios técnicos de distribuição, além do incentivo financeiro para custeio dos Centros Especializados Materno-Infantil do Estado.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o projeto “Bem Nascer Mato Grosso do Sul” surge para evitar a morte de mulheres grávidas ou no pós-parto, bem como dos bebês recém-nascidos. “Por isso, queremos promover esse fortalecimento do sistema de saúde, melhorando os equipamentos, o transporte e contratando mais profissionais, além de investir na qualificação deles”, finaliza.

A cerimônia ocorreu no auditório da Governadoria e contou com a participação do governador Reinaldo Azambuja, da primeira-dama do Estado, Fátima Azambuja, do secretário da SES, Geraldo Resende, da adjunta da secretaria, Christinne Maymone, e do presidente da Associação dos municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) e prefeito de Nioaque, Valdir Couto Junior. O prefeito Josmail Rodrigues e a primeira-dama de Bonito, Leila Aivi, participaram da cerimônia e receberam um aparelho de ultrassom.

“Essa ultrassom será muito importante para Bonito. É um aparelho moderno, de alta qualidade, que vai garantir um atendimento adequado as mães e aos bebês. Estamos muito felizes por essa conquista e muito gratos ao Governo do Estado pelo cuidado que tem tido com nosso município”, disse o prefeito.

Só neste ano, conforme o Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), 45 óbitos maternos foram registrados em Mato Grosso do Sul. Já a taxa de mortalidade infantil está em 11,02 por 1.000 nascidos vivos.

O "Bem Nascer MS" tem como madrinha a primeira-dama do Estado, Fátima Azambuja, que terá a missão de promover o engajamento de prefeitas e primeiras-damas como madrinhas municipais deste projeto, assim com toda sociedade convidada a colaborar com esta missão.

Assim, Mato Grosso do Sul sai na frente com o lançamento deste projeto tendo clara a missão e definição sobre o "Bem Nascer MS". O Projeto ainda conta com uma plataforma digital que reúne diversas informações como materiais de campanha, informativos, dados sobre mortalidade materna e infantil no Estado. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Saúde
Em 05 de Agosto de às 16h21
EUA identificaram cerca de 1,6 milhão de pessoas que são altamente vulneráveis ao vírus, mas o país tem 550 mil doses de vacina. Com a declaração de emergência, agências de governo vão receber mais dinheiro.
Em 27 de Julho de às 14h26
Exames de imagem, como a tomografia computadorizada de crânio, podem ser indicados para infectados pelo coronavírus para melhor diagnosticá-los.
Em 22 de Julho de às 14h25
A estratégia dos cientistas foi criar uma composição que atacasse diretamente a proteína spike do SARS-CoV-2, responsável pela entrada do vírus nas células do corpo humano.
VER TODAS EM SAÚDE
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.