Bonito, Mato Grosso do Sul - 6 de Dezembro de 2019
Política

Prefeito sanciona lei que complementa salários de servidores da Educação de Bonito

Com a complementação, o piso salarial do magistério municipal de Bonito passa a ser superior ao piso nacional.

Ketlen da Silva
Em 23 de Outubro de 2019 às 14h38
(Divulgação/Prefeitura de Bonito)

O prefeito municipal de Bonito, Odilson Soares, sancionou na tarde desta terça-feira (22), a Lei Municipal nº 1.553, de 22 de outubro de 2019, após aprovação pela Câmara Municipal. A lei complementa em 1,54% o reajuste da remuneração dos trabalhadores em educação do Poder Executivo Municipal, concedido em 19 de fevereiro de 2019.

Com a complementação, o piso salarial do magistério municipal de Bonito passa a ser superior ao piso nacional, mantendo-se em plena conformidade com os dispositivos da Lei Federal nº 11.738, de 16 de janeiro de 2008, e nos termos do inciso X, do artigo 37 da Constituição Federal.

O disposto na lei não se aplica às gratificações de caráter transitório, tampouco será extensivo aos vencimentos dos funcionários ocupantes de cargos comissionados. Os recursos para o custeio do reajuste são provenientes de dotações orçamentárias próprias.

A lei entra em vigor a partir da data de sua publicação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Política
VER TODAS EM POLÍTICA
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.