Bonito, Mato Grosso do Sul - 7 de Julho de 2020
Política

Bonito pede estado de calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus

Até o dia 11 de junho, a cidade de Bonito contabilizava 50 casos confirmados da doença. Destes, 37 pessoas já se encontram recuperadas e não há registro de óbitos.

Carla Layane
Em 12 de Junho de 2020 às 10h25
Aquário Natural de Bonito (André Seale)

A cidade de Bonito (MS), conhecida internacionalmente por suas belezas naturais, encaminhou proposta para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul solicitando estado de calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Até o dia 11 de junho, a cidade de Bonito contabilizava 50 casos confirmados da doença. Destes, 37 pessoas já se encontram recuperadas e não há registro de óbitos.

O propósito da presente proposta de Decreto Legislativo é reconhecer o estado de calamidade pública, com efeitos até 31 de dezembro de 2020, no município de Bonito, nos termos do Ofício/Gab nº 426/2020, de 1 de junho de 2020, do Prefeito do município, tendo em vista a pandemia internacional ocasionada pelo Coronavírus (Covid-19), com impactos que transcendem a saúde pública e afetam a economia como um todo.

Clique aqui e veja a proposição encaminhada à ALMS:

O Prefeito Municipal alega que, diante do quadro de pandemia da coronavírus e de seus reflexos sociais e econômicos causados, há a necessidade do reconhecimento e declaração do estado de calamidade no município.

A proposta deve ser votada pelos deputados na próxima semana, na Assembleia Legislativa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Política
VER TODAS EM POLÍTICA
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.