Bonito, Mato Grosso do Sul - 25 de Setembro de 2020
Polícia

Moradores de Bonito são multados por pesca ilegal

Moradores foram abordados quando pescavam em uma Corredeira, localizada no rio Miranda no município de Bonito.

Com informações PMA MS
Em 08 de Setembro de 2020 às 10h08
Divulgação/PMA MS.

Policiais Militares Ambientais de Jardim (MS) realizaram patrulhamento fluvial no rio Miranda nos dias 5 e 6 de setembro, na operação Big Fish II e autuaram seis pescadores por pesca ilegal.

Um pescador amador (65) e outro (42), moradores de Bonito, foram abordados em um barco, quando pescavam em uma Corredeira, localizada no rio Miranda no município de Bonito.

Com eles foram apreendidos um barco, um motor de popa e duas varas com molinetes. As normas proíbem e consideram crime, a pesca a 200 metros a montante e a jusante das cachoeiras e corredeiras, pois é alta a vulnerabilidade dos cardumes nesses locais dos rios. Os pescadores foram autuados administrativamente e foram multados em R$ 700,00 cada um.

Outra equipe, que fiscalizava as imediações do rio Miranda, prendeu um pescador de 36 anos, morador em Guia Lopes da Laguna, por pescar e capturar pescado abaixo da medida permitida. Ele estava em um veículo, onde foram encontrados dois exemplares de jaú, que havia capturado no rio Miranda, ambos em tamanho inferior ao permitido. O pescado, pesando 12 kg e o veículo foram apreendidos. O pescador foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 930,00.

Ainda no rio Miranda, um funileiro (47), uma mulher (40) e outro homem de 47 anos, todos residentes em Bonito, foram autuados por pescar sem a licença ambiental. Com eles foram apreendidos três molinetes com varas e 2 kg de pescado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Polícia
VER TODAS EM POLÍCIA
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.