Bonito, Mato Grosso do Sul - 12 de Agosto de 2020
Polícia

Bonito entra na campanha contra a violência doméstica com adesão das farmácias

A ideia do "Sinal Vermelho Contra A Violência Doméstica" é incentivar a vítima a desenhar um "X" na mão e exibi-lo ao atendente ou farmacêutico, recebendo suporte para acionar a Central de Atendimento à Mulher ou às autoridades competentes. 

Ketlen da Silva 
Em 06 de Julho de 2020 às 13h18
(Divulgação)

A Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres de Bonito, com apoio das magistradas Dra. Adriana Lampert e Dra. Paulinne Simões, o município aderiu à campanha "Sinal Vermelho Contra A Violência Doméstica", voltada para as redes de farmácias de todo o país, que tem o objetivo de combater a violência doméstica e familiar contra a mulher por meio da denúncia.

O prefeito Odilson Arruda Soares, com apoio da secretária de Governo, Terezinha Della Pace, aderiu a campanha e alertou sobre a importância de dar voz a mulheres vítimas de agressão, para que possam quebrar o ciclo da violência e buscar uma vida melhor para ela e os filhos.

"A Farmácia Municipal é parceira nessa ação e nós, enquanto Poder Executivo Municipal, reforçamos nosso apoio a todas as ações da Coordenadoria, atuando como for possível para garantir que essas mulheres, que na maioria das vezes são caladas pelo medo do agressor, possam denunciar e encontrar apoio em nossas polícias e programas sociais", reforçou.

A idéia da campanha é incentivar a vítima a desenhar um "X" na mão e exibi-lo ao atendente ou farmacêutico. Assim, ela receberá suporte para acionar a Central de Atendimento à Mulher ou às autoridades competentes. O município conta com 10 farmácias e segundo a responsável pela Coordenadoria Políticas Públicas para Mulheres, Amanda Nucci, todas aderiram a campanha.

"É importante destacar também que o atendente que receber a denúncia não será considerado testemunha, ou seja, não terá nenhum envolvimento direto com o caso, será apenas o receptor da denúncia e passará adiante, acionando uma equipe policial. Outra coisa que é importante falar também é que a mulher não precisa ir a uma farmácia para denunciar. Ela pode fazer o sinal para o entregador, por exemplo. Assim podemos identificar até situações de possível cárcere", detalha Paulinne.

A iniciativa foi criada em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e conta com apoio da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), através do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Polícia
VER TODAS EM POLÍCIA
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.