Bonito, Mato Grosso do Sul - 14 de Maio de 2021
Polícia

Águas do rio da Prata turvam e pecuarista é multado em R$ 19 mil

Falta de conservação do solo, pela não dotação de medidas protetivas como terraceamento, pisoteio do gado são alguns dos fatores que causaram o problema ambiental.

Com informações PMA MS
Em 15 de Abril de 2021 às 07h43
Divulgação PMA MS.

Equipe da Polícia Militar Ambiental de Jardim (MS) recebeu denúncias de que, com as chuvas recentes que atingiram a região, as águas do rio da Prata estavam ficando turvas devido às ações irregulares em propriedade rural no município.

Durante fiscalização realizada na última quarta-feira (14), localizaram uma fazenda com processos erosivos do tipo ravinas e voçorocas, de onde houve carreamento de sedimentos ao rio, causando a turbidez localizada da água.

Na vistoria, a PMA verificou que a falta de conservação do solo, pela não dotação de medidas protetivas como terraceamento e outras, geraram o problema ambiental, aliada ainda ao pisoteio do gado.

O proprietário da fazenda, um pecuarista de 58 anos, residente em Dourados, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 18.900,00. Ele também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA), junto ao órgão ambiental. Os autos também serão encaminhados ao Ministério Público para possível abertura de ação civil pública de reparação dos danos ambientais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Polícia
VER TODAS EM POLÍCIA
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.