Bonito, Mato Grosso do Sul - 27 de Janeiro de 2021
Geral

Ponte do Nabileque, na MS-243, é interditada por 40 dias para reforma

A Jatobá é uma das principais passagens da MS-243, distante 100 km do trevo da rodovia com a BR-262, já no município de Miranda.

Ketlen da Silva
Em 30 de Dezembro de 2020 às 13h50
(Divulgação)

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) lançou aviso à comunidade pantaneira da região do Nabileque, em Corumbá, informando que haverá interrupção de tráfego sobre a ponte da Vazante do Jatobá, na rodovia MS-243, a partir do dia 5 de janeiro, para reforma da mesma.

Devido ao intenso movimento de caminhões e máquinas para as obras de construção de pontes e galerias na rodovia, pelo Governo do Estado, a estrutura de madeira da travessia, com extensão de 228 metros sobre o Rio Nabileque, sofreu avarias, necessitando de reparos urgentes.

Alerta

O regional da Agesul em Corumbá, Luiz Mário Anache, informou que a interdição do tráfego deverá durar 40 dias. A reforma na estrutura da ponte consiste na substituição de esteios de sustentação, para realinhamento do seu eixo, e do assoalho, além de nova pintura e sinalização.

“Os proprietários rurais devem se organizar, o quanto antes, para suprir suas propriedades com insumos. Após a interdição, o acesso será feito apenas por lanchas”, alertou o regional.

A Jatobá é uma das principais passagens da MS-243, distante 100 km do trevo da rodovia com a BR-262, já no município de Miranda. Na região o Governo do Estado está implantando novos trechos da MS-243 para interligar, a partir da BR-262, o centro do Pantanal do Nabileque a o Forte Coimbra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Geral
Em 26 de Janeiro de às 17h02
No último sorteio do concurso 2141 da Lotofácil, quatro apostas acertaram as 15 dezenas e cada uma ganhou mais de R$ 1,7 milhão.
VER TODAS EM GERAL
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.