Bonito, Mato Grosso do Sul - 6 de Março de 2021
Geral

Justiça de Jardim exige que plano de saúde autorize bariátrica para paciente

A cirurgia bariátrica deve ser realizada, no prazo de 60 dias, sob pena de multa diária de R$ 500. O beneficiário comprovou que atende os requisitos exigidos para a realização da cirurgia.

Ketlen da Silva
Em 01 de Setembro de 2020 às 16h55
(Divulgação)

Por determinação da juíza de Direito Melyna Machado Mescouto Fialho, da 2ª vara de Jardim/MS, plano de saúde deverá declarar a portabilidade de cliente com aproveitamento de carências e autorizar cirurgia bariátrica a qual necessita.

Na inicial, o cliente alegou que era contratante do plano de saúde Unimed Campo Grande/MS. Contudo, considerando que o valor estava alto para o orçamento da família, solicitou portabilidade para a Unimed RJ. Afirmou que a administradora lhe informou que o período de carência seria aproveitado do plano anterior.

O cancelamento da Unimed MS foi efetuado e, pouco tempo depois, foi informado pela Unimed RJ que precisaria aguardar dois anos para a realização de sua cirurgia bariátrica que já estava agendada, em razão do período de carência do novo plano.

O plano de saúde, por sua vez, sustentou que o procedimento foi negado pois o autor não atendia as diretrizes previstas pela ANS, como demonstração de falha em tratamento clínico realizado por pelo menos dois anos e obesidade mórbida há mais de cinco anos.

A tutela de urgência foi deferida em favor do autor.

No mérito, a juíza considerou que o autor cumpriu todos os requisitos exigidos pela administradora do plano de saúde para a efetivação da portabilidade, com o aproveitamento do período de carência já concretizado.

“Verifico que há laudo médico datado de 07 de maio de 2019 atestando que o autor encontra-se apto a realizar a cirurgia bariátrica. Além disso, há também relatório psicológico dando conta de que o requerente realizou tratamentos alternativos para a obesidade, tais quais, dieta e exercício físico, mas, ainda assim, não obteve perda de peso significativa e que, por fim, possui obesidade há mais de dez anos", constatou.

Sendo assim, para a magistrada, ficou comprovado que o autor atende os requisitos exigidos para a realização da bariátrica, “não lhes sendo lícito contrariar recomendação médica no sentido de que o autor encontra-se apto a realizar a cirurgia”.

Por isso, julgou o pedido procedente a fim de declarar a portabilidade do plano de saúde do autor, com o devido aproveitamento dos períodos de carência; e obrigar, de forma solidária, a fornecerem a cirurgia bariátrica da qual o autor necessita, no prazo de 60 dias, sob pena de multa diária de R$ 500.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Geral
Em 05 de Março de às 16h48
Reunião do elenco será feita em Los Angeles, com gravações externas para 'seguir protocolos de segurança', explicou o ator.
Em 04 de Março de às 16h09
Ana de Armas também está no elenco do longa mais caro da plataforma, que conta com direção dos Irmãos Russo, de "Vingadores: Ultimato".
Em 04 de Março de às 12h50
Novas restrições no Rio também proíbem ambulantes nas praias, quiosques, boates e feiras de artesanato.
VER TODAS EM GERAL
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.