Bonito, Mato Grosso do Sul - 1 de Julho de 2022
Geral

ICMBio e IHP inauguram escritório em Corumbá

A parceria entre os órgãos é uma conquista para todo o bioma e reforça as ações positivas já implementadas na região, além de abrir portas para que outras sejam iniciadas.

Com informações de assessoria
Em 10 de Junho de 2022 às 13h50
(Divulgação)

O ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) inaugurou, na manhã desta quinta-feira (09), seu escritório em Corumbá. A estrutura administrativa passa a funcionar em um espaço cedido, na sede do IHP (Instituto Homem Pantaneiro). O presidente do ICMBio, Marcos de Castro Simanovic, participou da inauguração. Com a inauguração, o chefe do PARNA (Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense), Bruno Agueda, passa a dividir seu tempo entre as atividades no  interior do parque e no escritório técnico.

Para Simanovic, a parceria com o IHP em prol do Parque Nacional Mato-grossense busca conservar os atributos naturais, a beleza cênica, promover a pesquisa científica, ações de educação ambiental e turismo de natureza. “A gente conta com todo histórico do que já foi feito no parque. Agora, a ideia é que esse esforço seja unido e a gente consiga potencializar tudo isso trabalhando juntos”, afirmou.

A parceria entre as instituições deve trazer, ainda, ganhos logísticos, já que o IHP atua, há muitos anos, na Serra do Amolar, região em que está inserido o parque. “A tendência é fazer mais para o parque, gastando bem menos, no sentido de não ter desperdício. A gente também quer fazer captação de recurso, buscar novos recursos para implementar iniciativas positivas para o parque”, garantiu o presidente do ICMBio, durante visita ao IHP.

O presidente do IHP,  Ângelo Rabelo, destacou que a parceria com o ICMBio é uma conquista para todo o bioma e reforça as ações positivas já implementadas na região, além de abrir portas para que outras sejam iniciadas. “O desafio é a retomada e dinamização do Parque Nacional, com um reposicionamento baseado nos princípios da administração pública, como legalidade e eficiência”, afirmou.

Ainda de acordo com Rabelo, a gestão do parque vai contar com o apoio do IHP na logística, comunicação, e, principalmente, na integração das brigadas Alto Pantanal e a do Parque Nacional Mato-grossense.

“Nesta semana, foi lançado oficialmente a iniciativa ‘Abrace o Pantanal’, que vai proteger 2,5 milhões de hectares de área do bioma por meio da detecção precoce do incêndio. Com o monitoramento de possíveis focos e a integração das brigadas, além de todo o reforço logístico, o Pantanal só tem a ganhar. Conseguimos unir esforços em prol da conservação deste bioma que é tão importante não só para os brasileiros, mas para a humanidade”, garantiu o presidente do IHP.

Chefe do PARNA, Bruno Agueda explica que, com a inauguração do escritório técnico em Corumbá, o trajeto entre o parque e a estrutura administrativa fica mais curto, o que resulta na diminuição dos custos operacionais. “O antigo escritório ficava em Cáceres. Então, além do trajeto por água, tínhamos mais 300 quilômetros por terra. Isso fazia com que aumentasse o tempo de viagem e a dificuldade de deslocamento. Com a mudança para Corumbá, encurtou trechos por terra. Além disso, o ponto focal fica mais bem assistido na questão da logística, uma vez que praticamente todo o trade turístico que opera na região é de Corumbá. Com isso, facilita a questão operacional”, explicou.

A Acert (Associação Corumbaense das Empresas de Turismo) comemorou a implantação do escritório técnico do ICMBio na Cidade Branca. "A inauguração do espaço, com certeza, é uma oportunidade para o trade turístico como um todo. Facilita o diálogo para construirmos juntos um programa de visitação e utilização da unidade para o turismo", afirmou Joice Marques.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Geral
VER TODAS EM GERAL
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.