Bonito, Mato Grosso do Sul - 28 de Novembro de 2021
Geral

Eclipse lunar mais longo dos últimos 580 anos acontece na sexta-feira

Na capital federal, evento estará visível entre 03h15 e 05h30, mas ameaça de chuva pode dificultar a visualização do espetáculo dos corpos celestes.

Com informações de Correio Braziliense
Em 18 de Novembro de 2021 às 15h51

Os brasileiros acompanharão na madrugada de sexta-feira o maior eclipse lunar dos últimos 580 anos. Com mais de três horas de duração, o evento estará visível entre 03h15 e 05h30 no Distrito Federal. O eclipse lunar ocorre quando a Lua passa pela sombra projetada pela Terra, em alinhamento com o Sol, o que ocorre apenas no período de Lua cheia.

É justamente a posição central da terra entre a estrela e o satélite que garante o privilégio de assistir ao espetáculo natural sem pressa. "Quando a Lua se posiciona totalmente na sombra da Terra acontece um eclipse total, que pode durar até 100 minutos. Já a Lua pode levar até duas horas para entrar e sair da sombra da Terra, por isso o longo período do eclipse", explica o astrônomo Adriano Leonês, 34 anos.

O tempo de duração do eclipse depende da permanência da Lua na sombra da Terra, chamada de penumbra e, dessa vez, será maior devido ao fato de a órbita da Lua estar mais próxima do seu ponto mais distante da Terra, conhecido como "Apogeu". A velocidade do satélite natural também estará mais lenta do que o normal. Com esses dois acontecimentos, a Lua passará mais tempo "escondida" na sombra da Terra." 

Para aqueles que desejam observar o fenômeno, o astrônomo recomenda estar em uma região com vista limpa para o horizonte oeste, onde o Sol se põe. Não será necessário o uso de telescópios, mas o uso de um binóculo ou um celular com um bom zoom pode auxiliar na visualização e na captura de fotos durante o eclipse. O especialista alerta porém que, devido a Lua estar abaixo do horizonte, depois que amanhecer, não será possível ver o desfecho do evento. "A Lua vai ter uma tonalidade avermelhada, mas, no DF, não será perceptível", aponta.

Fã de astronomia, o servidor público Marcelo Domingues, 50, acompanha os episódios astronômicos antes mesmo de entrar para o Clube de Astronomia de Brasília (CAsB), em 2003. Segundo ele, o primeiro eclipse que viu foi no Rio Grande do Norte. Graças a essa paixão, assistiu o evento também na Argentina, em 2019. Ansioso para acompanhar o fenômeno deste ano no DF, ele lamenta que, por causa da pandemia, não teve a chance de contemplar eventos parecidos em outros países no ano passado. "A pandemia nos impediu de assistir outro, que também seria na Argentina. O próximo viável será no México ou Estados Unidos em 2023", comenta.

Na capital federal, ele coleciona visualizações de eclipses lunares. Para o próximo, Marcelo diz que, apesar de estar preocupado com o clima, está confiante. "É uma experiência que eu recomendo para todos que tiverem a oportunidade de observar", relata.

Até o final do século, em 2100, estão previstos para ocorrer mais 312 eclipses na Terra. Todo ano ocorrem quatro, dois lunares e dois solares, mas nem todos são considerados eclipses totais, ou seja, com a cobertura total da Lua ou do Sol visto da Terra.

Risco de chuva

Os brasilienses devem esperar por mais chuvas durante os próximos dias, o que pode dificultar a apreciação do eclipse.

Para sexta-feira, data do fenômeno, a previsão é de céu com muitas nuvens e chuva a qualquer hora do dia. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na parte da tarde e se estendendo até a noite, a nebulosidade tende a se intensificar. A temperatura mínima está prevista para 18°C e máxima de 26°C, a umidade do ar deve ficar entre 90% e 70%.

O metereologista Heráclio Alves alerta que o clima pode ser um empecilho para a visibilidade do fenômeno. "Por conta dessa formação de nuvens, aumentam as chances de pancadas de chuvas e trovoadas'', alerta.

O astrônomo Adriano Leonês confirma que não é possível enxergar o eclipse com chuva. "Até mesmo a Lua cheia é difícil de ver com tempo nublado, durante o eclipse, então, é ainda mais complicado. É torcer para o céu abrir por alguns instantes na área em que a Lua estiver", acrescenta. Outra possibilidade é acompanhar via internet pelo site Time and Date.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Geral
Em 24 de Novembro de às 07h34
A expectativa é que a data movimente cerca de 259 milhões de reais, em Mato Grosso do Sul.
Em 23 de Novembro de às 12h55
VER TODAS EM GERAL
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.