Bonito, Mato Grosso do Sul - 22 de Fevereiro de 2024
Eventos

Bonito pode se tornar segundo destino turístico ‘carbono neutro’ do mundo

O município já se consolida como a primeira rota aérea com certificação de Carbono Neutro em Mato Grosso do Sul, no trajeto de Congonhas a Bonito. 

Com informações de assessoria
Em 08 de Agosto de 2022 às 14h42
(André Seale)

Na última sexta-feira (05), a Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul) apresentou o cultivo de soja e milho como alternativa econômica com impactos positivos no social e no turismo local de Bonito, transformando o município no segundo classificado como carbono neutro no mundo. O evento teve parceria com o Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) e reuniu agricultores e representantes do turismo.

Segundo o presidente da Aprosoja-MS, André Dobashi, é possível a manutenção da produção de grãos, de forma sustentável, em consonância com o turismo. “Entendemos que produzir com sustentabilidade é um grande atrativo e isso precisa ficar claro para diversos turistas do mundo, principalmente numa cidade como Bonito, com tantos encantos naturais, dando a oportunidade de contarmos um pouco da história do produtor de Bonito e todo o trabalho que ele faz a cada dia”, disse.

O diretor-presidente da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e secretário do Estado, Jaime Verruck, palestrou no evento e sinalizou que uma empresa deve investigar a possibilidade de Bonito se tornar o segundo destino do mundo classificado como carbono neutro. Atualmente, o primeiro lugar é Machu Picchu, no Peru.

“A diferença é que Machu Picchu é carbono neutro a partir de compra de crédito de carbono de outras regiões. E o trabalho que essa empresa fará vai investigar se Bonito pode se tornar carbono neutro, capturando o que emite”, explica, sinalizando que a cidade ainda aumentará a área destinada à agricultura, somando à perspectiva de que Mato Grosso do Sul deve atingir em 2025 de 5 milhões de hectares destinados à soja.

“A realização desse evento é prova da transformação da agropecuária da região. Temos aqui pessoas interessadas em conhecer ainda mais sobre práticas agrícolas sustentáveis, o que vem norteando nosso desenvolvimento, por meio da integração da agricultura e o turismo rural e ecológico. Temos muito potencial para diversificar a produção agropecuária, aliada à qualidade e sustentabilidade. Nesse processo, o conhecimento é fundamental. Esse é nosso compromisso, por meio da Famasul, Senar e Aprosoja-MS”, finalizou Bertoni.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Últimas notícias em Eventos
Em 17 de Outubro de 2022 às 15h47
Comunicado da banda diz que vocalista está lidando com 'hemorragia nas cordas vocais e um nódulo desde a última etapa da turnê' e um problema 'bastante sério' no joelho.
Em 05 de Setembro de 2022 às 15h21
VER TODAS EM EVENTOS
Notícias em destaque agora
Política de Conteúdo
O objetivo do Bonito Notícias é divulgar notícias, reportagens, entrevistas, eventos e outros conteúdos variados direcionados ao público de Bonito e demais regiões de Mato Grosso do Sul, assim como para leitores de outras regiões do Brasil e exterior. Para a construção dos textos usamos informações próprias, releases de assessorias de imprensa, internet, revistas, artigos e contribuições do público, imagens próprias e imagens de divulgação. Todas as fontes, créditos, e marcas d'água tanto de textos ou fotos são devidamente creditados. Caso você seja autor e se sinta prejudicado por qualquer foto/imagem ou texto publicado, entre em contato por e-mail e prontamente faremos a remoção.